Tudo o que você precisa saber antes de visitar Omã

Nizwa-Oman

O Sultanato de Omã é um país no Oriente Médio que faz fronteira com os Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita e Iêmen. O país é uma monarquia absoluta, sendo regido pelo Sultão Qaboos desde a década de 1970 até 2020 e, a despeito de ter uma área quase 4 vezes maior que o seu vizinho mais famoso – os EAU – a região ainda recebe poucos turistas ocidentais. Mas se você estiver se perguntando: “o que Omã oferece?”, saiba que o país proporciona uma fusão de encantos que incluem arquitetura, cultura e belezas naturais que combinam deserto, praias cristalinas e montanhas. Para completar, as estradas perfeitas tornam uma road trip o estilo de viagem ideal para conhecer os principais destaques do país.

Veja neste post algumas informações práticas para planejar a sua viagem para Omã.

Visto para Omã

Brasileiros e cidadãos de outras nacionalidades (incluindo os países norte-americanos e os que pertencem à União Europeia) precisam de visto para visitar Omã. Ele pode ser obtido online, com permissão de estadia de 10 ou 30 dias, e custa a partir de 5 OMR. No momento da aplicação é necessário anexar uma cópia do passaporte e uma foto; depois disso, é só aguardar receber o e-mail com a aprovação do visto (o meu demorou 24 horas) e imprimir para apresentar na chegada.

Junto com o visto, todos que visitam Omã precisam apresentar um certificado de vacina COVID-19 declarando que receberam duas doses de qualquer vacina COVID-19 aprovada pelo país (Pfizer BioNTech, Oxford Astrazeneca, Covishield AstraZeneca, Sputnik, Sinovac, Moderna e Sinopharm), ou uma dose única da Johnson & Johnson. A última dose deve ter sido recebida pelo menos quatorze (14) dias antes da chegada.

Além disso, ter um seguro de saúde internacional é um dos requisitos mais recentes para entrar em Omã. Meu recurso de seguro de viagem recomendado e usado é o SquareMouth, uma plataforma para buscar a melhor opção entre as companhias de seguro de viagem. Ele permite que os viajantes adquiram instantaneamente uma apólice de seguro de viagem de todos os principais provedores nos EUA e também deixa claro a cobertura relacionada à COVID de cada apólice.

Ainda, todos os visitantes que chegam em Omã em voos internacionais longos (que levam 8 horas ou mais) devem apresentar um teste de PCR negativo realizado dentro de 96 horas antes da chegada. Para voos mais curtos (com menos de 8 horas), o teste PCR pode ser feito até 72 horas antes da chegada.

Por último, brasileiros também precisam apresentar o certificado internacional de vacinação contra a febre amarela.

Leia mais sobre os últimos requerimentos para visitar Omã.

Mascate-Mesquita-Omã

Idioma em Omã

O idioma falado é o árabe, mas o inglês é amplamente utilizado, inclusive em restaurantes e nos souqs (mercados locais) encontrados pelo país.

Moeda utilizada em Omã

A moeda utilizada em Omã é o rial omanense (OMR) e ela é mais valorizada que o dólar americano – a moeda que você provavelmente levará para trocar ao chegar no país. 1 OMR é aproximadamente US$ 2,6 ou verifique no Google a conversão atualizada para o real.

Quando visitar Omã

A melhor época para visitar Omã é de outubro a abril, quando as temperaturas estão mais amenas. De maio a setembro os termômetros podem marcar 50 °C. Mas, independente da época do ano que for, esteja preparado para temperaturas baixas nas montanhas de Jebel Akhdar e no deserto Wahiba Sands, levando um bom suéter e uma jaqueta corta vento.

Religião em Omã

Islã é a religião majoritária em Omã. As outras religiões encontradas no país, como cristianismo, hinduísmo e budismo, são achadas basicamente nas comunidades de imigrantes.

Mesquita-Mascate-Omã

Segurança em Omã

O Sultanato de Omã tem um código moral, religioso e legal bem estrito, e a punição para crimes é feita de forma severa. Por isso, viajar pelo país é extremamente seguro, mas – como em todo lugar – precauções com objetos pessoais como carteira, eletrônicos e documentos nunca é demais.

Como se vestir em Omã

Homens e mulheres em Omã se vestem de maneira conservadora – o sexo masculino normalmente usando um vestido até o tornozelo chamado dishdasha e o feminino com vestimentas pretas e longas conhecidas como abayas. Por essa razão, turistas devem respeitar os costumes locais: tanto para mulheres quanto para homens, a recomendação é cobrir os ombros e usar roupas abaixo do joelho.

Mascate-Omã

Como se locomover em Omã

Caso pretenda ficar só na capital, Mascate, você pode utilizar o serviço de táxi que é amplamente disponível. Entretanto, caso deseje visitar também outras cidades do país, alugar um carro é a melhor opção, pois você terá flexibilidade para fazer a sua road trip parando quando quiser. As estradas são excelentes, sem pedágio, não pagamos estacionamento durante toda a viagem (pagaríamos em Mascate, mas estivemos na cidade em um fim de semana, quando era gratuito) e combustível custa em torno de 0,30 OMR por litro.

Atenção: se você pretende visitar o deserto Wahiba Sands e as montanhas de Jebel Akhdar, será necessário alugar um veículo com tração nas quatro rodas.

Além disso, se você preferir montar em Mascate e explorar as principais atrações de Omã com um tour, aqui estão alguns dos melhores passeios do país:

Deserto-Wahiba-Sands-Omã

Para conseguir navegar pelo país, baixe o aplicativo mapps.me – que salva lugares, tem uma versão off-line e fornece rotas adequadas para todos os lugares, incluindo algumas áreas que o Google Maps não consegue encontrar. Para ter acesso à internet e achar lugares com facilidade, compre um chip com internet ao chegar no aeroporto (com preços que começam em 7 OMR).

Onde se hospedar em Omã

A melhor maneira de conhecer os destaques de Omã é se hospedando em diferentes cidades, ou seja, formar diferentes bases. Minha sugestão de cidades para se hospedar no país são: Mascate, Sur, Nizwa, Wahiba Sands e Jebel Akhdar.

OS MELHORES HOTÉIS EM OMÃ

Deserto-Wahiba-Sands-Omã

O que comer em Omã

A culinária em Omã é cheia de sabores. Ao visitar o país, você não pode deixar de experimentar: o café local (feito com água de rosas, cardamomo e açafrão), tâmaras, hummus (pasta de grão de bico com azeite, tahine, suco de limão e outros itens), moutabel (pasta feita com berinjela, tahine e outros ingredientes), halwa (uma sobremesa feita com sementes de gergelim torradas e misturadas com açúcar derretido), pão pita, frutos do mar, fattoush (salada árabe) e suco de limão com menta.

Bebida alcóolica em Omã: apenas restaurantes, bares e casas noturnas têm licença para vender bebida alcoólica em Omã, mas a maioria dos lugares que possuem a mesma e vendem a bebida se encontram em hotéis. Então, você provavelmente precisará limitar o consumo de álcool apenas dentro das dependências do seu hotel.

Leia também outros posts sobre Omã:

POSTS RELACIONADOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

9 comentários em “Tudo o que você precisa saber antes de visitar Omã”

    1. Olá, Diego!
      Não me pediram o comprovante e não tem nada no site dizendo que precisa. Mas eu sempre ando com o meu, então recomendo levar também, só por precaução.

    1. Olá, obrigada por acessar o blog!
      Omã é conhecido pela sua hospitalidade, então as pessoas, em geral, são bem receptivas e agradáveis.
      Em relação à roupa, é recomendado que mulheres cubram o colo, as pernas e os braços (não precisa ser de manga comprida, pode ser de manga curta mesmo). Já para homens, a recomendação é calça e camisa de manga também, apesar de ter visto alguns turistas estarem usando shorts.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Elen-Pradera-Houston

BEM-VINDO

Olá! Meu nome é Elen e eu compartilho experiências de viagens - desde lugares para tomar um cafezinho até estadias em hotéis boutique. Estou aqui para te ajudar e orientar no planejamento das suas próximas férias.

kota-tua-jakarta-7546937

GUIA GRATUITO

Quer conhecer Jacarta, a capital da Indonésia? Então, garanta já o seu guia de viagem gratuito com os melhores pontos da cidade.

Destaques

Rolar para cima