Guia completo para visitar Omã

DSC08756_LR_IG

 

Omã: visto, como chegar, quanto tempo ficar, melhor época e outras dicas para planejar a sua viagem

O Sultanato de Omã é um país no Oriente Médio que faz fronteira com os Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita e Iêmen. O país é uma monarquia absoluta e, a despeito de ter uma área quase 4 vezes maior que o seu vizinho mais famoso – os EAU – a região ainda recebe poucos turistas ocidentais. Mas não se deixe enganar: Omã é um verdadeiro espetáculo, seja pela natureza icônica do país, que inclui dunas ocre no deserto, seus Wadis de beleza singular, ou pela arquitetura dos prédios de cores neutras com montanhas arredondadas como plano de fundo. Encontre aqui um guia completo para te ajudar a planejar a sua próxima viagem para Omã.

 

Omã: guia de viagem completão

É necessário ter visto para entrar em Omã? E comprovante internacional de vacinação contra febre amarela?

Brasileiros que pretendem entrar em Omã precisam de visto. Ele pode ser obtido online com permissão de estadia de 10 ou 30 dias, e custa a partir de 5 OMR.

No momento da aplicação, é necessário anexar uma cópia do passaporte e uma foto. Depois, é só aguardar receber o e-mail com a aprovação do visto (o meu demorou 24 horas) e imprimir para apresentar na imigração.

Omã também exige comprovante internacional de vacinação contra febre amarela de países que tenham risco de transmissão, incluindo o Brasil. Portanto, é recomendado ter o comprovante para entrar no país.

Nizwa-Fort-Omã

 

Quanto tempo ficar em Omã?

Omã tem muitas belezas naturais e que podem ser exploradas por muito tempo. Por não ser um destino tão perto, o mínimo é uma semana – você vai querer fazer valer o deslocamento, o valor da passagem aérea e ter tempo para conhecer as principais atrações. Para fazer tudo com calma e aproveitar a sua viagem a Omã, o ideal seriam 10 dias.

 

Como chegar a Omã?

A principal cidade e capital de Omã é Mascate, e ela é a porta de entrada de muitos turistas no país. O aeroporto internacional de Mascate está conectado ao Brasil com voos da Qatar Airways e Emirates (infelizmente não existem voos diretos do Brasil até Omã).

Estando no aeroporto, dali mesmo já alugue um carro e compre um chip de celular para ficar conectado e fazer a sua road trip.

Deserto-Wahiba-Sands-Omã

 

Precisa alugar carro para conhecer Omã?

Não dá para negar: ter carro é prático e você fez tudo no seu tempo. Até existem algumas empresas de turismo que possibilitam conhecer os pontos principais, mas as distâncias não são tão grandes, as estradas são boas e o combustível é barato. Sendo assim, aluguel de carro continua sendo a melhor opção para fazer um roteiro para visitar Omã.

Atenção: se você pretende visitar o deserto Wahiba Sands e as montanhas de Jebel Akhdar, será necessário alugar um veículo com tração nas quatro rodas. Nós alugamos o nosso com a locadora Avis.

Mascate-Omã

 

Cartão de crédito internacional é aceito em Omã?

Alguns lugares aceitam cartão de crédito sim, mas é sempre bom ter uma reserva de dinheiro vivo com você. Você pode sacar ao chegar no aeroporto de Mascate, já que é mais fácil encontrar caixa eletrônico por lá. Ao longo da viagem, caso precise de mais, normalmente farmácias contam com alguns caixas eletrônicos.

 

Precisa de guia para conhecer Omã?

Não necessariamente. É recomendado fazer tours guiados para os principais pontos turísticos, como a Grande Mesquita do Sultão Qaboos (guia gratuito lá mesmo); e tentar algum para os Fortes de Nizwa e Bahla, bem como Jabreen Castle (neste último eu usei áudio guia, que dá maior flexibilidade para explorar no nosso próprio ritmo). Já para conhecer o Bimmah Sinkhole e os Wadis Shab e Bani Khalid, você pode ir tranquilamente sozinho, é só ter as coordenadas salvas.

Onde ficar em Omã?

Para ver os destaques de Omã, é indicado dormir em pelo menos 3 cidades durante a sua viagem: Mascate, Sur e Nizwa. Há quem visite todos os pontos turísticos do país saindo de Mascate, mas o deslocamento diário se torna exaustivo. Eu aconselho também passar uma noite em uma tenda no deserto Wahiba Sands e nas montanhas de Jebel Akhdar, região conhecida como Grand Canyon de Omã.

Deserto-Wahiba-Sands-Omã

 

Onde ficar em Omã – Hotéis

Mascate – Shangri-la Al Husn e The Chedi Muscat

Sur – Sur Plaza Hotel

Deserto Wahiba Sands – Desert Nights Camp

Nizwa – Golden Tulip Nizwa Hotel

Jebel Akhdar – Alila Jabal Akhdar e Anantara Al Jabal Al Akhdar Resort

Melhor época para visitar Omã

A melhor época para visitar Omã é de outubro a abril, quando as temperaturas estão mais amenas. De maio a setembro os termômetros podem marcar 50 °C. Mas, independente da época do ano que for, esteja preparado para temperaturas baixas nas montanhas de Jebel Akhdar e no deserto Wahiba Sands, levando um bom suéter e uma jaqueta corta vento.

 

blog_line-4845389

Gostou deste guia de viagem? Aproveite para ler outros posts sobre Omã:

O que fazer em Mascate

Guia para visitar Nizwa

O que fazer em Sur

FAQ sobre passar uma noite no deserto Wahiba Sands

Informações práticas para visitar Omã

POSTS RELACIONADOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

elen-pradera

BEM-VINDO

Eu sou Elen e eu compartilho experiências de viagens - desde lugares para tomar um cafezinho até estadias em hotéis boutique. Estou aqui para te ajudar e orientar no planejamento das suas próximas férias.

kota-tua-jakarta-7546937

GUIA GRATUITO

Quer conhecer Jacarta, a capital da Indonésia? Então, garanta já o seu guia de viagem gratuito com os melhores pontos da cidade.

Destaques

Rolar para cima